…and a happy new year ! \0/

ideias para ano novo 6

 

2014 foi um ano intenso para nós…coisas muito boas ( muuuuito) e coisas ruins. Se há uma palavra que não combina com 2014  essa palavra é : Equilíbrio!

Portanto, estou me despedindo desse ano, com muita gratidão e também um enorme alívio! Vai 2014…você já deu o que tinha que dar!

Vem 2015! Nos traga paz, saúde,conquistas, trabalho, sabedoria, disposição e muito Equilíbrio!!

Vou recepcionar alguns amigos esse ano, já tenho em mente tudo para a ceia, os comes e bebes e claro algumas ideias para decoração.

 

Que tal elaborar uma mesa com carinho?

decoração para reveillon decoração para reveillon 2

Mas se não tem muito espaço disponível, um cantinho charmoso já muda tudo!!

ideias para ano novo 5 ideias para ano novo 4

ideias para ano novo 3

E falando em coisas pequenas, os pequenos detalhes fazem toda a diferença!

 

ideias para festa de fim de ano 2 ideias para festa de fim de ano 3

ideias para ano novo 1 decoração para reveillon 3

Balão são sempre balões! Com paetês ou pintado de dourado sempre vão encher os olhos de todos.

decoração para reveillon 6 ideias para festa de fim de ano 4

 

São como pequenos carinhos…

decoração para reveillon 4

nem sei dizer o quanto estou amando a ideia das gafarras com glitter!!

ideias para ano novo 2

E confete para dar cor , afinal, Reveillon já é grito de Carnaval, não?? rsrsrs

ideias para festa de fim de ano

um toque doce para terminar a noite e começar o novo ano cheio de coisas boas : Midnight Kisses!

sobremesa ano novo 2

Se preocupar em fazer o seu melhor ao receber seus amigos e familiares mostra o carinho e dedicação que você tem com todos eles! Não economize na criatividade mesmo que o grana esteja curta! É possível fazer muito com bem pouco!!

 

Todas as referências das ideias mostradas nas fotos desse post estão lá no Perfil do Blog Petit Ninos no Pinterest, no Painel ANO NOVO! Vai lá!!

 

Tchau 2014!! Vem 2015…queremos te abraçar!!

 

favicon novo

 

 

 

 

 

 

Adaptação Escolar e a Ansiedade da Separação. Último Round {Dificuldades da Adaptção Escolar}

É isso aí:

Fizemos de tudo pela adaptação escolar, nos dedicamos, nos desdobramos. E essa não foi a primeira vez que me descabelei para que meu filho quisesse ficar na escola, desejasse aquilo tanto quanto eu. Mas…
Não deu certo. Fiz de tudo mais não rolou.
Depois de meses entre revezes e muitas manhãs com a bunda naquela cadeira minúscula e obviamente não mais adequada ao meu tamanho,finalmente desisti.
Aliás desistimos. Ele primeiro, eu depois e a escola também não ajudou muito.
E não é uma crítica aos métodos da escola,de maneira nenhuma!! Foi através dela que descobri o que deveria trabalhar no Theo e como deveria proceder.Em nenhum momento me sugeriram que o deixasse chorando e fosse embora, possivelmente isso complicaria ainda mais a situação atual.
E vejam…é um conjunto de fatores, não um único motivo, isolado.
Como disse, amo a escola que escolhi para meus filhos. Babi se adaptou super bem, é uma aluna nota 10, sempre elogiada e adora tudo lá.
Descobri que mesmo que se tenha acesso as melhores escola, infelizmente isso não é garantia de sucesso.
Esse é o ponto numero 1 do nosso fracasso:
A escolha da escola.
Ser a melhor ou mais cara da cidade não é garantia de sucesso. Ela deve ser a MELHOR ESCOLA para seu filho.
Acho que Theo, apesar de muito esperto, ainda é muito imaturo(meninoooss ;)) e a escola que escolhi para ele é enorme, sem muitos mimimis ou enfeitinhos. Traduzindo : Tradicional e nada lúdica.
O horário.
Como Babi está no 6º ano, a partir de 2013 só foi possível estudar no período da manhã. Quis matricular o Theo no mesmo horário para evitar o “vai e vem” da vida de mãeTorista o dia todo. 
Foi um erro. Apesar do Theo ter se acostumado e acordar cedo, o fato de já ter que se trocar e ir para escola meio que correndo, sem assimilar o que estava acontecendo o deixava inseguro e agitado… e nada receptivo a ideia de ficar lá na porta da escola. Acredito que se o tivesse matriculado a tarde as coisas poderiam ter sido diferentes, mas isso é só uma impressão…aí vem o motivo número 3.
A ansiedade da Separação.
“Ansiedade de separação é um medo comum nas crianças entre 1 e 6 anos. Este termo refere-se à marcha de protesto da criança face aos pais ou às pessoas que assumem esse papel, manifestando desconforto na sua ausência e ansiedade pela antecipação de situações de separação.
A criança pode temer estranhos, mesmo sendo perto da mãe ou até nos seus braços, no entanto, a ansiedade de separação não se trata de medo de estranhos. Naturalmente, uma criança que sofre de ansiedade de separação tem receio de pessoas e situações estranhas e tenta manter o contacto físico com a mãe sistematicamente.

A Ansiedade de separação pode ser observada, por exemplo, no 1º dia de escola. Crianças que evitam o professor, que choram e se apegam às mães.”  – diz a psicóloga Dra. Patrícia Segurado Nunes –
Psicoterapeuta de Crianças, Adolescentes e Adultos e Membro da Sociedade Portuguesa de Psicologia Clínica

Então…
A sugestão do problema veio da própria escola, e eu entendi na hora o recado. Sempre me recomendaram não deixá-lo lá chorando, nunca sair de fininho sem falar tchau e vir buscá-lo correndo caso ele pedisse para ir para casa. E isso acontecia dia sim, e dia também, caso eu não passasse minhas manhãs na escola.
Ele estava mais ficando em casa (ou eu na escola) do que qualquer coisa. E depois das férias as coisas pioraram demais.
Optamos então por seguir nossos instintos ( e parar de pagar uma mensalidade cara para um aluno “gasparzinho”) e fomos procurar ajuda especializada, tudo com o apoio da escola, que nos fez entender que simplesmente deixá-lo lá e continuar com essa adaptação sem apoio extra seria uma perda de tempo e dinheiro. A escola não pode nos oferecer uma vaga no período da tarde, eles fizeram o que podiam. Nós gostamos bastante da posição da professora, coordenadora e da pedagoga da escola, nos sentimos amparados e orientados.
Vamos retomar a adaptação escolar no ano que vem…em uma nova escola, até porque estaremos morando em outra cidade e no período certo para ele…respeitando o fato de que ele precisa assimilar a ideia de ficar algumas horas longe de nós.
Não sei se será fácil…mas nada é mesmo simples na vida dos pais, né?

Com toda essa dificuldade na adaptação escolar que enfrentamos apredendemos:
-devemos escolher a escola certa para cada criança (mesmo que vc tenha 10 filhos e tenha que fazer 10 viagens pela cidade)
-escolher o horário certo para cada criança (claro, caso tenha oportunidade)
-problemas na adaptação escolar podem acontecem com crianças de qualquer idade. A ansiedade da separação pode aparecer tenha você matriculado seu filho bem cedo ou tardiamente, como no caso do Theo que só foi iniciar a escola esse ano, quase aos 3.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Agora estou rezando (o que me restou).
E logo venho compartilhar nossos avanços e resultados.
Cenas dos próximos capítulos de “o calvário escolar” você verá por aqui!!
 PLIM PLIM  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...