Voando com bebês – 5 dicas infalíveis!

viajando com bebês

Voo São Paulo/ Miami American Airlines

 

Parece difícil a ideia de encarar horas e horas voando com um bebê?
Te garanto que não é não!
Vejo muita gente tocando o terror e muitas outras deixando de aproveitar bons momentos em família só por julgarem difícil sair de casa com um bebê.
Se é seu caso, queria te contar que por algum motivo maravilhoso, a maioria dos bebês se comporta melhor fora de casa, durante viagens do que em casa. Temos mais tempo livre e estamos mais relaxados, os bebês parecem absorver essa vibe. Com os três aqui foi assim, muito mais tranquilo administrar os dias em viagens do que na rotina do dia a dia e todas as suas tarefas exaustivas.

viagem de avião com bebê

aeroporto de Miami. Tem piso mais lindo nesse mundo? sou apaixonada por esse chão!

Agora, escolheu um destino mais longe e vai voar? Vai sem medo Vou te dar algumas dicas e espero que possa te ajudar!

1 – Assento para o bebê, pode?
Estivemos agora em Orlando e muita gente me perguntou ( inclusive quando estávamos embarcando em Guarulhos ) como conseguimos embarcar com o bebê conforto e levar o carrinho da Mel, que não é do tipo “umbrella”, sem despachar. Bom, sobre o bebê conforto levei pois alugamos carro e preferimos assim. Compramos uma poltrona pra ela ( bebês até 2 anos podem voar no colo, mas sinceramente, para viagens longas, acho complicado) e nesses casos você deve consultar a cia aérea pois eles permitem , na maioria das vezes, o bebê conforto certificado . A cadeirinha precisa ficar ou na janela, ou no assento do meio no caso das fileiras do meio ( nosso caso) para não obstruir a passagem no caso de emergência. Há também a possibilidade de pagar um pouco mais e comprar as poltronas que têm direito ao bercinho, mas no nosso caso sairia mais caro do que pagar uma passagem pra ela e estava indisponível já , de qualquer maneira. Voamos pela AA .

2- Melhor hora para viajar, isso existe?
Pense comigo, um ambiente escurinho, com aquele barulhinho reconfortante das turbinas não te parece um cenário ideal para horas de sono relaxante? Bom, acho que os bebês pensam assim! Sempre preferimos voos noturnos quando estamos com bebês foram as experiências mais tranquilas que tivemos. Não tem aquele anda , senta e levanta que os voos diurnos costumam ter, não precisamos nos equipar com um super arsenal para distração das kids, apenas alguns itens que eles adoram. Prefira sempre voar no período que você acredita que o bebê ficará mais tranquilo e se lembre que eles captam nossas energias. Pais tranquilos, bebês tranquilos.

3- O carrinho, qual modelo levar?
Sempre acho que levar o carrinho mais compacto que tiver é a melhor opção, mas nessa última viagem preferi levar um modelo um pouco maior pois sabia que a Mel passaria muito tempo nele. Como levamos o bebê conforto ( da Kiddo – modelo caracol )que encaixa nesse modelo ( tenho o Kiddo Compass II ) despachei o cesto ( na dúvida leve um saco de casa para embalar a AA não nos forneceu, mas já viajamos com outras que sim) e levamos a estrutura conosco. Foi ótimo pois como o carrinho é grande e estamos acostumados com ele conseguimos carregar outras coisas como bolsas etc. Aliás, esse assunto “bolsa do bebê” vai ganhar um post exclusivo, vou contar tudo  que levei – e realmente usei – nessa viagem. Durante a conexão ter o carrinho à mão foi fundamental. Também levei um canguru e em alguns momentos o usei, mas  me viraria super bem só com o carinho.

4- Hora do papa a bordo, fome do quê?
Se seu bebê só mama no peito saiba que esta é a fase mais simples de se viajar! Mamou, dormiu e acabou! Caso o bebê precise de fórmula saiba que as leis internacionais não permitem que se embarque com líquidos maaaasss eu consegui embarcar mais de uma vez com a mamadeira de água das crianças, tanto na Europa quanto nos EUA, então, acho que não será um problema para você também. Para evitar problemas você também pode levar só o leite em pó ( sim, você poderá levar a lata toda, não há problemas) e usar a água do serviço de bordo. O bebê já está comendo? Em geral companhias aéreas possuem a opção de alimentação especial para bebês. Verifique com antecedência essa possibilidade com a empresa e faça a reserva, as opções variam de companhia para companhia e podem ter papinhas industrializadas, frutas e biscoitos, muda muito. No caso do seu filho não consumir alguma das opções, verifique as orientações de voo para levar a sua própria comida para esquentar no avião, já vi mães fazendo isso.

5- O medo do bebê chorar não sai da minha cabeça, como lidar?
Quem não tem medo de um “piti” que atire a primeira pedra. As horas de voos são difíceis para nós adultos, pobre mortais da classe econômica ( momento desabafo! kkk)  não é de estranhar alguns bebês sintam as mudanças na rotina e o novo ambiente, sem falar na oscilação de pressão. Para essa última questão saiba que amamentar ajuda a  tirar a pressão dos ouvidos (principalmente durante a decolagem e o pouso). Para as demais questões leve os brinquedos que ele mais gosta para entretê-lo, não tenha vergonha de caminhar pelos corredores para ele se distrair. Deixo-o confortável, quentinho se estiver frio e fresquinho no caso ( raro) de calor. Bebês são bebês e tem horas que não há nada que se possa fazer além de esperar que ele se acalme. Ignore os olhares ( que possam existir) de reprovação e entoe o mantra” hoje é comigo, amanhã pode ser com você”  e relaxe! Toda mãe sente a mesma coisa que você.

Acompanhem por aqui os próximos posts sobre Disney e nossos dias em Orlando, o Aniversário surpresa do Theo. Vou contar todas as nossas experiências e algumas dicas para facilitar a sua viagem!

um beijo,

 

FACEBOOK  II  PINTEREST  II  INSTAGRAM

favicon blog petit ninos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Uma ideia sobre “Voando com bebês – 5 dicas infalíveis!

  1. Olá
    Estou gostando muito do seu blog! Conciso e prático.
    Sou mãe de três e farei uma viagem internacional com um bebê menor de 2 anos, comprando assento. Meu bebê já estará com 1 ano e 9 meses na ocasião, por isso bebê conforto não é mais adequado mas a cia aérea exige uso (não fornece) de cadeira certificada para uso em aeronaves, o que no Brasil ainda não consegui encontrar…
    Teria alguma dica?

    Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *