Proteção é liberdade!

imagem: SHUTTERSTOCK

 

Já parou pra pensar sobre isso?

A gente quer proteger os filhos de tudo e, às vezes, esse nosso instinto pode garantir a vida deles. Para mim, esse é exatamente o caso da vacinação. A gente vacina porque nosso maior desejo é que as crianças cresçam e explorem o mundo da forma que quiserem!

E vacinação é um assunto muito sério. Apesar de tantas campanhas sobre o tema, na prática, vejo muita gente meio perdida. Primeiro porque há um mito de que tudo o que é particular no nosso país é melhor. Depois por causa dos grandes mitos que surgiram ao redor desse tema. Aposto que você já ouviu sobre as reações que algumas vacinas de campanha tiveram, ou sobre a relação de vacinas e autismo ou desenvolvimento de alergias.

No começo do mês, tive uma verdadeira aula com a pediatra Dra. Ana Escobar, a convite de GSK, para esclarecermos muitos desses pontos. Como o Theo tem asma, nunca bobeio com as vacinas dele. Então já aproveitei para tirar a maior dúvida de todas: está tudo bem fazer um mix entre o calendário de vacinação da rede pública e o calendário da rede privada? Faço sempre isso! Desde que as crianças nasceram, seguimos o calendário de vacinação do sistema público e fazemos as aplicações na rede particular de vacinas para Gripe e Meningite.

Assim como eu, sei que muitas pessoas seguem esse mesmo cronograma. Aqui a vacina de gripe é de extrema importância por conta dos problemas respiratórios do Theo (e, ao que tudo indica, Mel também tem asma! A gente não pode bobear!)

No encontro, a Dra. Ana esclareceu que a principal diferença entre os calendários é que, na rede pública, o foco é a erradicação de doenças e, portanto, proteção coletiva. Já na rede privada, o objetivo é a proteção indivíduo. Ainda assim, o nosso calendário brasileiro da rede pública é um dos melhores do mundo, com uma cobertura ampla e em constante mudança para se adaptar às necessidades.

E as reações das vacinas? A verdade é que vacinas de vírus vivo (atenuado) podem, sim, desencadear alguma reação, como se fosse uma versão beeeeeeem light da doença. Quanto ao caso de alguns tipo de vacinas desencadearem alergias (como APLV), a Dra. Ana nos esclareceu que é justamente o contrário! Vacinas são um chacoalhão no sistema imunológico, um estimulante. Sendo assim, é justamente o oposto! Quanto mais estímulos o sistema imunológico recebe, mais protegidos ficamos contra alergias. Achei isso tão interessante!

No mês passado, falou-se muito em Meningite, pois foi o mês de combate e informação sobre a doença. No sistema público, temos a cobertura de vacinas contra a Meninginte C, mas nós tomamos a Meningo B e a ACWY também, no particular. Não há problemas em tomar vacinas “repetidas” – então, se você já tomou a C no sistema público pode tranquilamente se proteger tomando ACWY, ok?

O mesmo vale para as campanhas! Está com dúvidas se tomou ou não alguma dose? Tome novamente!

É muito importante mantermos a carteirinha de vacinação em dia e mostrar para as crianças que proteção nunca é assunto para depois. Quero ressaltar aqui a importância de se proteger conta o HPV. Na rede pública temos doses disponíveis para MENINAS e MENINOS entre 9 e 14 anos! Não deixe de vacinar seu filho e filha! Por incrível que pareça, na sala da Babi, que tem 16 anos, só meninas tomaram. Nenhum menino! Isso é um erro, a incidência de câncer de pênis vem crescendo a cada ano, precisamos pensar nisso e proteger meninas e meninos!

Então, não se esqueça de deixar sempre as vacinas em dia e de consulta o site da Casa de Vacinas GSK, SBIM e SBP. Neles, está disponível o calendário completo de vacinação, que deixo aqui:

calendário vacinal 2018

 

Sempre debata com o seu pediatra qual o melhor esquema para que a cobertura seja a mais ampla e dentro das condições de cada um. Nós, adultos, também devemos receber reforços para Meningites, Hepatites, HPV, Gripe (manual) e reforço de tétano a cada 10 anos, principalmente.

Proteção é liberdade – e conhecimento também! Se informe, não deixe espaço para dúvidas, o assunto parece complexo, eu sei, mas quando a gente vai a fundo nas pesquisas desmistifica-se muita coisa!

O que ficou de mais importante para mim desse encontro foi que quem pode ampliar a cobertura e se proteger com as vacinas da rede publica contribui também, reduzindo as possibilidades de essas doenças chegarem até quem não pode tomar, seja por uma questão de saúde ( algumas vacinas não podem ser tomadas por grávidas e bebês com menos de 6 meses, por exemplo) ou mesmo, financeira. Quanto mais gente imune melhor!

Sobre a GSK: www.gsk.com.br

Dra Ana Escobar: www.draanaescobar.com.br

Sociedade Brasileira de Pediatria : www.sbp.com.br

 

blogpetitninos

Dia Mundial de Combate à Meningite

 

imagem: shutterstock.com

Ela chega sem avisar, evolui e pode deixar um rastro de destruição por onde passa. Esse é o legado da meningite meningocócica: dor, sofrimentos e sequelas severas que acompanham pela a vida a fora quem é acometido por ela. A doença meningocócica é igual à meningite meningocócica e/ou à infecção generalizada (sépsis) causada pela bactéria chamada meningococo.

Essa inflamação da membrana que recobre o cérebro e medula espinhal pode ter origem viral ou bacteriana, a mais grave. Há vários tipos e, portanto, vários tratamentos e vacinas específicas para cada um. Pode ser contraída como qualquer gripe por meio das vias aéreas, logo o grupo transmissor é muito abrangente e sendo mais perigosa para os bebês e idosos.

Os principais sintomas são comuns, como febre, vômitos, dor de cabeça, rigidez no pescoço, sensibilidade à luz, fadiga e manchas vermelhas pelo corpo nos casos mais graves. Ou seja, facilmente esses sintomas podem ser atribuídos a outras tantas doenças. Aí mora o maior perigo: a meningite pode ter um diagnóstico difícil e tardio!

Mesmo tendo essas informações básicas, até outro dia, posso dizer que compreendia bem pouco sobre a extensão desse problema e suas consequências. Justamente por se tratar de uma inflamação de uma parte tão delicada do nosso corpo, pode comprometer várias funções desde visão, audição, comprometimento cognitivo, até amputações.

Não dá mais para aceitar isso! Há vacina e é preciso se conscientizar que tomá-la é um bem que fazemos não só a nós mesmos e aos nossos filhos, mas que se estende ao próximo. É uma corrente do bem: todos precisam se vacinar e assim, protegemos uns aos outros diminuindo a possibilidade de contágio.

Hoje na rede pública temos a cobertura para a doença meningocócica invasiva (DMI) causada pelo sorogrupo C mas, infelizmente, para outros sorogrupos causadores da DMI, por enquanto, somente na rede particular.

O Sistema Único de Saúde (SUS) atualmente oferece vacinas específicas para diferentes agentes etiológicos e estão disponíveis no calendário de vacinação da criança do Programa Nacional de Imunização (PNI/MS):

a) Vacina BCG ( ao nascer): protege contra as formas graves de tuberculose (miliar e meníngea).

b) Vacina Pentavalente (2 ,4 e 6 meses com reforço aos 15 meses) : protege contra meningite e outras infecções causadas pelo H. influenzae tipo b. Também confere proteção contra a difteria, tétano, coqueluche e hepatite B.

c) Vacina meningocócica C conjugada (3 e 5 meses com reforço aos 12 meses): protege contra doença invasiva causada por N. meningitidis do sorogrupo C.

d) Vacina pneumocócica conjugada 10-valente (2 e 4 meses com reforço aos 12 meses): protege contra doenças invasivas e outras infecções causadas pelo S. pneumoniae dos sorotipos 1, 4, 5, 6B, 7F, 9V, 14, 18C, 19F e 23F.

As vacinas contra meningite do sorogrupo B, o meningococo proporcionalmente mais frequente nos dias de hoje em crianças < 5 anos, estão disponíveis por enquanto somente na rede particular. O problema é sério e acredito que, assim como eu, muitas mães estão preocupadas. Recomendo uma visita ao site Casa de Vacinas GSK , onde é possível encontrar um mapa com unidades para imunização próximas e ainda muito material explicativo dos sintomas, além de formas de contágio e grupos de risco da meningite e de outras doenças.

Já venho falando sobre a importância da imunização por aqui , comprei essa luta e estou levantando novamente a bandeira do combate dessa doença tão devastadora. Hoje é o Dia Mundial da Meningite e, para engrossar o coro do ” vacine-se já”, quero compartilhar com vocês a história de Andrey.

Hoje Andrey é um atleta, o conheci em um evento há alguns meses, ele superou suas limitações e é uma promessa de medalhas para nosso país. Sua família passou por uma dor muito grande e como mãe, também derramei lágrimas junto com a mãe dele, me imaginei na mesma situação.Assistam:

 

 

Entendem agora os motivos que me levaram a abraçar essa causa com todas as minhas forças?

Dia 24 de Abril estamos unidos para celebrar o oitavo dia mundial de combate à Meningite. Este ano, o tema do Dia Mundial meningite é “24 Horas – hora de agir” 24 horas pode significar a diferença entre a vida e a morte para qualquer pessoa em qualquer idade. Realmente pode levar apenas um dia para uma criança, um adolescente, um adulto, a perderem suas vidas para esta terrível doença ou sofrem com danos irreversíveis.

dia mundial contra meningite

Vamos nos informar, vamos nos vacinar e vamos vencer esse mal que já fez muitas vítimas por aí. São cerca de 1 milhão de pessoas contraindo Meningite todos os anos no mundo, das quais aproximadamente 500.000 são acometidas pela doença meningococócica invasiva.

Te convido a conhecer outras histórias além da do Andrey lá no Canal para o público em geral do Laboratório GSK (https://www.casadevacinasgsk.com.br).

Podemos fazer as estatísticas, tão alarmantes, melhorarem e varrer a doença meningocócica da infância das nossas crianças.

 

 

publicidade 2

favicon blog petit ninos

Concurso meu futuro Campeão

shutterstock_81178285

Esse ano começou com muita inspiração para as crianças aqui de casa. Bárbara e Theo estão sendo estimulados pela escola a conhecer mais sobre as várias modalidades de esporte, mais sobre os países que virão para o Brasil e tudo que envolve os jogos de 2016 aqui no Brasil.
Com todo esse envolvimento, claro, eles estão muito interessados no assunto e trazem muitas discussões para casa.
Vocês se lembram do evento que participamos, Mel e eu, outro dia?

IMG_6326

A GSK promoveu um encontro muito legal com algumas bloggers, com as fotógrafas Anne Geddes e Simone Silvério e alguns atletas com deficiência decorrentes da Meningite da delegação brasileira. Esse encontro teve o objetivo de debatermos sobre a séria questão das doenças meningocócias e suas graves sequelas. Contei tudo aqui .
Para comemorar esse ano de jogos no Brasil, durante esse evento a GSK lançou o concurso “Meu Futuro Campeão”.
O concurso visa promover a temática esportiva e irá premiar as duas melhores fotos dos nossos futuros campeões, que serão escolhidas por uma comissão especial da GSK. Você não precisa comprar, curtir e nem seguir nada, ok? Basta postar no Instagram ou Twitter uma foto do seu pequeno de até 11 anos praticando esporte, com a hashtag #MeuFuturoCampeão entre os dias 21/03 a 24/04/2016.
Ah, o concurso irá selecionar dois sortudos! Cada um ganhará um ensaio com a fotógrafa Simone Silvério e um iPad.O concurso é válido em todo território nacional, portanto, participe sem moderação!
Fica valendo para a participação no concurso a primeira foto que você postar e chamar os amigos. Foi bem difícil escolher qual esporte iríamos retratar. Quem decidiu foi o pequeno:

IMG_6648

O regulamento completo você encontra aqui: Concurso meu futuro campeao
Participe também postando fotos de seus pequenos e vamos encher as redes sociais de crianças lindas praticando seus esportes preferidos!

*Concurso Meu Futuro Campeão. Concurso Meu Futuro Campeão. Participação válida da 0h do dia 21/03/16 até as 23h59min do dia 24/04/16 (horário oficial de Brasília), mediante a publicação no Instagram ou Twitter de uma fotografia de uma criança – com até 11 anos de idade – que retrate a temática “prática de esportes” utilizando a #MeuFuturoCampeão.
Para maiores informações, consulte o Regulamento no site : casa de vacinas gsk

CERTIFICADO DE AUTORIZAÇÃO CAIXA NO 3-0348/2016.

favicon blog petit ninos

publicidade 2

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...