tchau fralda, oi bundinha!

desfralde

 

Uma semana antes das aulas começarem iniciamos o treinamento do desfralde por aqui, Mel com 2 anos e 5 meses. Por já ser uma macaca véia de terceira viagem, provavelmente vocês devem pensar: Ahh, vai ser mais moleza!

Na verdade foi fácil mas muito mais porque estava no momento dela, do que por eu já ter vivido isso antes. Todo desfralde envolve basicamente: sujeira, um pouco de choradeira e muuuita paciência. Resumindo, foi isso.

Como nos outros desfraldes que vivi, esse teve disso tudo, os primeiros dois dias eu estava super animada e ela também pois um mês antes desse momento chegar já tratei de deixar no banheiro o redutor com escadas, o penico , né minha gente?

desfralde redutor com escadas tinok

Esse é o Toily da marca Tinok, herança do Theo.

Então para que ela já se familiarizasse com o “equipamento” já deixei por ali, colocamos algumas vezes pra ela ver como se sentia. É muito importante que o penico escolhido seja estável, que não balance e que proporcione contato dos pés, para o número dois isso é fundamental, aliás.

Depois dos primeiros dois dias eu já estava cansada do leva e leva e leva no penico e ela também, a graça já tinha passado e começou a relutar. Tivemos mais escapes na fase dos dias 3 e 4, acredito que pelo cansaço mesmo. Como a natureza é sábia, eles não curtem nadinha se sentirem molhados então, como tudo na vida, começam a se policiar e os primeiros pedidos na hora certa começam a acontecer. Aqui foram apenas dois dias antes do grande início da vida escolar.

Conversei muito na escola e tivemos o apoio deles para esse desfralde, eu fazia minha parte e eles ofereciam muitas idas ao banheiro no período da tarde. Foi tudo ainda mais tranquilo por lá, um amigo motiva o outro, quando um mais “adiantado” no processo pede para usar o vaso acaba lembrando quem ainda está um passo atrás, parece mágica gente! Em duas semanas de aula não tivemos nenhum escape por lá e olhem, ela até fez algumas sonecas!!!

Como disse no início, já sou sim macaca véia nesse assunto mas vibro com a mesma alegria e sinto as mesmas inseguranças, cada filho é único! Mel estava realmente preparada para esse momento, já se incomodava com a fralda e nas férias já havíamos deixado-a sem fraldas na piscina, na casa da minha mãe e lá ela também já tinha um penico ( herança do Theo) e pra nossa surpresa, entre um mergulho e outro, ela abaixou o biquíni e fez um número dois. Tava na hora! Soube nesse momento.

Outra coisa que vale a pena lembrar é que o número dois parece ser mais fácil de “ser domado”, não tenho dados científicos – será que existem? – mas o número dois dos meus filhos sempre foram pro lugar certo primeiro.

Babi foi o desfralde mais fácil do mundo, já tirou as do dia e da noite and … eu trabalhava fora, participei pouco do processo, assim fica fácil mesmo! hehe!  O Theo até hoje se eu bobear tem escapes, se a brincadeira ou o game estiver animado demais, ele esquece de ir ao banheiro. Quando era bem pequeno tinha preguiça de chegar até o penico e fazia xixi em qualquer potinho, baldinho que estivesse no baú de brinquedos, onde passava boa parte do dia. Imagina que delícia você recolher brinquedos no final do dia e ter uma bomba dessas te esperando? Pois é!

Mel foi bem tranquila até aqui, vamos ver como será o desfralde noturno. Estou confiante! Tenho levantado duas vezes por noite para levá-la e ela tem feito mas ainda acho que a fralda amanhece muito cedo, não quero apressar as coisas e me estressar, acho que ainda temos um tempo para isso!

Ah, outra coisa que queria te contar é: Tirou a fralda uma vez…tirou! Não confunda a cabecinha dos pequenos colocando para andar no carro ou saídas e tals. Eu sempre soube disso mas confesso que na preguiça e correria do dia a dia acabei fazendo muito isso com o Theo e realmente acho que atrasa o processo. Na primeira semana de aula o Bruno precisou levar a Mel para Campinas e colocou a fralda por causa da cadeira do carro. No meio da estrada ela pediu pra fazer xixi e ele avisou que ela estava de fralda, que poderia fazer. Ela chorou e gritou até ele parar no acostamento, tirar a fralda e fazer a famosa “cadeirinha” com os braços pra ela fazer o xixi. Ou seja, ela não queria dar passos para trás e estava certíssima.

Depois dessa já deixamos um penico bem simples no carro e também andamos com tapetes “pet” para colocar na cadeira do carro. Sabe , aqueles tapetinhos para cachorro fazer xixi que você encontra em qualquer petshop.

 

desfralde

 

Por fim, nossos dias agora não tem mais fraldas envolvidas e sim muitas calcinhas fofas que compramos para dar aquele incentivo. Aliás, se eu puder te deixar um conselho para a hora do desfralde é: abuse do lúdico! Funciona demais com eles. Livros, brinquedos e tudo mais que envolvam o assunto são ótimas ferramentas para tornar esse processo mais fácil para todos nós.

Como contei no post do instagram ( me segue lá, @blogpetitninos ) mais cedo, agora voltamos a ouvir a frase : “Mãeeee, vem me limpar!”

blogpetitninos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...