Hábitos e Atitudes : sempre é tempo de melhorar!

lavagem nasal

 ( Imagem : Shutterstock )

Nessa rotina louca dos grandes centros urbanos, não temos tempo para pensar no impacto de cada atitude ou hábito nosso no mundo. Os modernos processos industriais, tão importantes para a evolução e modernização, estão fazendo com que o planeta – e nossos pulmões – pague um preço alto demais.

Já falamos aqui  sobre como a poluição está prejudicando nossas vidas – e a do ar é a principal vilã. Melhorar a qualidade do ar que respiramos é uma questão urgente, e acredite, a solução pode estar nas nossas mãos. Repensar nossas atitudes é imprescindível. Diminuir o uso do carro e, assim, a emissão do CO2, por exemplo, é uma mudança que está ao nosso alcance.

O ar de péssima qualidade está aí e é uma realidade nessa época do ano, o inverno. O cenário piora muito, pois há menos umidade para dispersar as partículas poluentes. Nem precisa ser especialista para saber disso. Aposto que, a medida que o inverno se aproxima, a maioria de nós, pais e mães, notamos a dificuldade na respiração dos pequenos. Os pronto-atendimentos vivem

lotados com pacientes com problemas respiratórios. Como já contei AQUI que sou mãe de um asmático e, pra gente, esses efeitos nocivos da má qualidade do ar são claros!

Aprendi a amenizar isso trazendo para nossas vidas o hábito da higiene nasal. Aqui em casa, é como escovação dental: três vezes ao dia, aconteça o que acontecer!

Sorine SSC Jato Contínuo (cloreto de sódio) nos ajuda nessa jornada. Esse tipo de jato é um alívio, pois pode ser aplicado em qualquer posição e essa embalagem ainda evita a contaminação do produto com o ar. Não possui conservante e nem descongestionantes, portanto não tem contraindicações.

lavagem nasal com soro fisiológico

 

No começo Theo estranhou, mas agora já não se queixa e até me lembra que está na hora da limpeza, pois se sente realmente aliviado após a aplicação – limpando as narinas, removemos agentes irritantes e alergênicos. É muito importante lembrar que esse tipo de produto deve ser de uso pessoal, ou seja, uma embalagem para cada membro da família, como escova de dente! Assim evitamos a contaminação.

São muitas vantagens de se praticar a higiene nasal. Além da remoção de excesso de muco nas vias aéreas (o que elimina mecanicamente micro-organismos), a limpeza ajuda a prevenir infecções virais e bacterianas, favorece a defesa natural, umidifica a mucosa e assim melhora a respiração! São só benefícios! Por que não incluir esse hábito no dia a dia da sua família?

 

publicidade 2

favicon blog petit ninos

Crianças e as Aftas. {saúde}

Babi sofreu e ainda sofre muito com as aftas. Nós demoramos para entender o que acontecia com ela e ainda não temos um diagnóstico exato, estamos aprendendo ainda como agir e o que evitar.

Muitas explicações nos foram dadas e os motivos podem ser tantos! No caso das crianças, uma dieta ácida – rica em refrigerantes,sucos e frutas ácidas – além dos pequenos traumatismos de mucosa – provocados por mordidas, aparelhos metálicos,escovas de dente rígida ou alimentos quentes podem ser alguns dos gatilhos para o aparecimento de aftas.
O que é a Afta:
Afta é o nome popular da Ulceração Aftosa Recorrente (UAR), uma lesão geralmente que localiza na língua, gengiva e na mucosa bucal e é bastante comum em crianças.
Essas úlceras começam como pequenos inchaços ovais ou redondinhos, avermelhados e depois passam a ser cobertas por uma membrana branca ou amarelada, fica bem avermelhado em volta também. Normalmente cicatrizam em duas semanas. Babi tinha tantas aftas juntas, que chegou a apresentar febre algumas vezes. Foi diagnóstica com estomatite, mas depois foi de investigação mais profunda, foi descartado.

Passamos então a investigar alguma possível alergia, um possível quadro alérgico a algum alimento.

A causa das aftas não é bem compreendida pelos médicos. Normalmente mais de um fator é responsável pelo seu aparecimento, e isso dificulta o tratamento e a descoberta das causas exatas, até mesmo causas emocionais como stress são cogitadas,mas o sofrimento pode ser minimizado.

O tratamento é paliativo, algumas pomadas podem ser indicadas para aliviar dores e desconforto. São anestésicos e antissépticos geralmente, dependendo do caso pode ser usada uma pomada anti-inflamatória. 

Já usamos de tudo, os anti-inflamátorios são a nossa maior arma contra as aftas aqui em casa. Até hoje não sabemos exatamente o que causa esse quadro na Babi. Agora tudo está pior, pois ela passou a usar um aparelho Fixo…vira e mexe se machuca, e claro….as aftas aparecem e demoram a sarar. Uma judiação.

Algumas coisas nos ajudaram a diminuir a frequência das aparições, anota aí se for o caso do seu pequeno:

-Alimentação balanceada
-diminuição de alimentos ácidos
-higienização mais frequente
-uso de escova de dentes bem macia
-vitaminas: uso do complexo B prolongado
-evitar alimentos muito quentes
Quando a boca está cheia de aftas o que pode ajudar durante o período de recuperação:
– ingerir alimentos em temperatura ambiente
-alimentação pouco condimentada


 

 

 

 

Em todo quadro persistente o ideal é procurar o seu dentista ou pediatra para saber o que mais pode ser feito, principalmente se as aftas vierem acompanhadas de febre.

Theo, a Asma, a Rinite e os tratamentos { Rinite alérgica – Vacinas antialérgicas}



















Que vontade de ver ele sempre correndo feliz por aí!


Agora é novamente possível!

Finalmente descobrimos os causadores de crises tão fortes de Asma que o pequeno andou tendo!

Contei sobre isso e como tudo começou aqui!

Bom, muitas crises depois, muitas horas na espera e noites mal dormidas no hospital e algumas aplicações de adrenalina depois: Encontramos os vilões!!

E são eles:

em primeiro lugar… a Rinite alérgica.

em segundo lugar … a chupeta.


Diagnóstico feito e a gente sempre dá uma sossegada, não é?

Bom…não é não. ):


Eu sabia que a coisa aqui ficaria bem complicada.

Depois de fazermos os teste alérgicos, veio o resultado e ele apresentou alergias diversas.

Gabaritou o exame…todos os itens vieram marcados com um “X” maiúsculo…e claro entre eles, alergia aos Pelos de Gato.


Temos um bichano lindo e não tenho a menor intensão de me livrar dele…tá ai o problema numero 1.

O segundo problema…A CHUPETA. Já havia pedido para o papai noel levá-la,acontece que depois de uma noite de muita gritaria e abstinência da tal…papai noel enviou-a de volta. E foi por sedex 5 min que ela voltou para casa. =/


Bom sobre a chupeta o Dr. Rui Almeida Coatti, Alergologista e Pneumologista aqui da cidade de Campinas, me explicou que o bico da chupeta,independente do formato causa um afundamento, uma pressão no céu da boca e isso afunila ainda mais a passagem do ar. Como sempre antes da crise asmática ele apresenta um quadro de renite,ou seja uma inflamação,essa passagem já está prejudicada e se agrava,diminuindo muito com a pressão que a chupeta exerce. Ou seja…a chupeta ficou lá no consultório. Ele chorou…eu chorei. Chorei porque sabia que estava errada, deveria ter tirado a chupeta de nossas vidas antes. O DR. Rui ainda me disse que não é contra a chupeta, mas que ela só é aceita até os 18 meses… não mais que isso.
Já tinha passado por isso uma vez e sabia as dificuldades que teríamos pela frente, logo agora antes de uma longa viagem. Eu confesso que a chupeta era minha aliada, um calmante quando saímos de casa, ele sente mais falta quando quer dormir no período da tarde do que a noite.
Um problema resolvido!( mesmo que essa solução me cause mais mil outros problemas)
Agora e para tratar a Rinite? Tipo…ninguém leva meu gatinho daqui!! Entendido??

Foi-nos apresentada uma solução que eu desconhecia até então: Vacinas Antialérgicas.
Você já conhecia??

Para o tratamento da Rinite existem alguns passos: higiene do ambiente, ou seja, tudo deve estar livre de poeira,pelos e ácaros…colchões e travesseiros com capas protetoras, passar sempre pano úmido no chão ao invés de usar o aspirador de pó, promover a circulação do ar e a entrada de luz solar.
Pode-se também fazer uso de medicamentos para controlar os sintomas, mas claro…a base der muito corticosteroides. (no thanks!)
Nos restou aderir a vacinação.

“Quando o tratamento feito nestas condições (higiene ambiental e medicamentos) falha, pode-se associar o uso de vacinas antialérgicas. Esse tratamento é longo, porém, quando feito corretamente, diminuí a sensibilidade do doente àquela substância ao qual era alérgico. Muitas vezes, chegamos ao ponto em que não há mais necessidade do uso de medicamentos”
                                                                                                                                       Dr. Drauzio Varella

Bom e estamos na 5 semana! O tratamento é longo, e as picadinhas semanais. Fomos orientados a fazermos nós mesmos em casa.  Sempre na parte traseira do braço, 4 dedos acima do cotovelo, onde existe menor sensibilidade, e fazendo o revezamento dos braços.



Compramos essas seringas especiais ( pia do banheiro “a La” Lívia Marine) e a vacina deve ser mantida sempre resfriada, guardada em um potinho sempre no fundo da geladeira onde a temperatura não oscila. As doses aumentarão conforme as semanas vão passando. Anotamos as doses e o braço da aplicação em uma carteirinha.

Estamos bem satisfeitos com os resultados.

Apesar do pouco tempo de aplicação (esse tratamento durará mais de ano),esse tempo seco e um prédio em obra aqui no terreno ao lado, não tivemos mais crises, nem nariz coçando ou olhos inchados.
Aderimos ao uso do ADF, uma solução acaricida que elimina não só os ácaros mas também fungos e bactérias (como eu vivi sem isso até hoje??).



É só borrifar por todo o ambiente, não é tóxica. É preciso o uso contínuo para otimizar os resultados, mas ele já começa a agir em 15 minutos, por isso está lá na nossa mala…na próxima viagem vamos levar nosso pequenos estoque!!! (:

Recomendo SUPER para quem tem um quadro parecido ao do Theo.



E graças a Deus seguimos aqui assim…em paz com os ácaros!

Conto mais novidades sobre esse tratamento em breve!

XOXO


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...