Sobre amamentar …

 

24

Não é como mágica, o início da amamentação é um verdadeiro desafio.

O bebê precisa de muitos cuidados, a rotina da família vai pro espaço, em geral tudo fica uma bagunça. Ainda estamos passando pelo pós-parto, seja uma cesárea ou um parto normal, serão semanas delicadas, cheias de altos e baixos.

A grande verdade é que além de fatores emocionais, temos que enfrentar dores. Acho que até a mulher mais preparada do mundo para amamentar – psicológica e fisicamente – passará por desconfortos no início. Mesmo que o bebê aprenda rápido a pega perfeita, vai doer amiga!

Sem querer assustar, as dores do pós-parto não são nada perto do início da amamentação.

Penso que é a força da seleção natural dizendo pra nova mãe: Passe por isso, alimente seu filho, o permita crescer e assim você estará apta a passar a suportar a adolescência! kkkk ( Rá … mães de adolescentes entenderão! )

Ok, vamos encarar esse período tão difícil com humor, né? Se ficarmos presas somente às dificuldades desse início do bebê em casa, o fardo ficará duro demais!

 

amamentação

A vida com um recém nascido é maravilhosa ! Poder alimentar um filho depois de gerá-lo sempre foi minha prioridade, enfrento esses desafios do começo sem pensar em desistir e é por isso que te falo amiga : dói, cansa mas passa!

Com os dias passando tudo vai ficando melhor, mais simples. A gente vai pegando o jeito e o bebê também.

Contando tudo isso não tenho a intenção de assustar ninguém, como já disse, a ideia com essas linhas é te falar a “real” pois quando estamos lá na poltrona no meio da madrugada, com um bebê aprendendo a viver  e sentindo tanta dor ou enfrentando a escassez de leite, enfim, quando estamos passando pelas dificuldades desse período parece que a amamentação não é feita para a gente. Parece que está além das nossas forças. É muito mais simples desistir, pois parece que há mulheres feitas para isso e outras não. Eu entendo isso!

Justamente por ter passado por isso 3 vezes eu entendo quem desiste de prosseguir com a amamentação. Não julgo, me compadeço de mãe e bebê. Há também quem não deseja amamentar, eu também respeito essas escolhas todas. Como em tudo na maternidade, não julgo e ainda acho uma chatice o pensando de que todas deveriam fazer como faço ou vice-versa. O mundo é feito para a diversidade e isso inclui as escolhas, desde que conscientes, ok!

A gente olha por todos os lados e vê imagens lindas de mulheres amamentando sorrindo. Esquecemos que lá no início ( ou por mais tempo quando a mulher não recebe informação suficiente ) fizemos muitas caretas de dor, choramos em muitas mamadas. Com o tempo e informação vai melhorando sim, mesmo que isso pareça algo difícil de imaginar, porque dói amiga!

Por isso, se você está vivendo esse momento, foi te falar que quem hoje amamenta sorrindo já pensou em desistir. Somos feitas para superar esse momento, nem todas têm facilidade, a grande maioria precisou de muita informação, muita força de vontade e superou os limites de dor para seguir alimentando seus bebês.

Mas e aí? E as fotos lindas e os relatos de o quanto é maravilhoso amamentar?

Acredite…os sorrisos e semblantes de paz não são só para as fotos. Mulheres são os bichos mais estranhos do mundo, estamos ali sentindo dores  sim, mas ao mesmo tempo estamos com o coração repleto de amor e gratidão por ter o privilégio de nutrir nosso frutos.

Amamentar é lindo, é natural e pode ser dolorido no início!

Vou escrever ainda essa semana um post com algumas dicas que me ajudaram muito nas minhas três experiências, o que funcionou para mim.

um beijo

favicon blog petit ninos

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *