Carrinho de Bebê Compacto // RESENHA

Carrinho Compacto UP BURIGOTTO

Dos itens do enxoval do bebê o carrinho é Top of the List , com certeza!

Os meus filhos passaram boa parte do tempo em seus carrinhos no início da vida e eu os carreguei pra baixo e pra cima, eram super acostumados a passear . Mel ainda usa muito carrinho.

Já ouvi de algumas pessoas que acham engraçado meus filhos andarem de carrinho até grandões mas a grande verdade é que é uma questão de escolha e necessidade. Pra eles acostumarem foi preciso usar bastante, escolha.  Para minhas costas não doerem carregando criança grande no colo, necessidade. Usamos no passado e ainda hoje em dia, usamos muito!

Todos nossos passeios começavam no carrinho, íamos da pracinha até a escola buscar a irmã mais velha, durante um período nossa vida aconteceu em um bairro onde fazíamos tudo à pé, não usávamos carro pra quase nada e nessa época o carrinho foi fundamental na nossa vida.

Também acho libertador ter um carrinho compacto sempre à mão mesmo depois que eles crescem pois em qualquer situação onde o sono bater ele será super útil. Viagens, restaurantes ou passeios simples. Para toda hora de soninho o carrinho é um refúgio para eles e um sossego pra gente.

Por ser muito fã tô sempre em busca de um carrinho ideal. Sempre preferi os carrinhos robustos para as primeiras fases do bebê e depois comprava um segundo carrinho, compacto, para as viagens e passeios.

Há um tempo conheci o UP da Burigotto, carrinho compacto que vai do grupo 0 até 15 kg, ou seja, carrinho pequeno e confortável que pode acompanhar todas as fases dos bebês.

Ele é compacto, leve pesando apenas 6,5kg e com um fechamento muito interessante, em duas etapas e quando fechado totalmente pode ser levado no bagageiro do avião mas principalmente, ocupa tão pouco espaço no porta malas do carro!

Carrinho Compacto UP BURIGOTTO Carrinho Compacto UP BURIGOTTO

 

Fiz uma resenha dele lá no meu canal do YOUTUBE:

 

São muitas vantagens por um preço muito legal, versátil, com tecido gostoso ( no vídeo explico melhor). As rodinhas são de borracha, as da frente giram portanto o carrinho desliza com mais facilidade.

Com o trio sucesso na minha opinião: Cesto porta-treco grande –  reclinacapota corta sol de bom tamanho.

Carrinho Compacto UP BURIGOTTO

carrinho compacto Burigotto UPREScarrinho

Carrinho compacto BURIGOTTO UP

Carrinho Compacto UP BURIGOTTO

Confere o vídeo todo e não esquece de curti-lo e se inscrever no canal! Pode deixar por lá sugestões de produtos que vocês gostariam de ver em vídeos de review, ok??

O próximo será sobre a cadeirinha do carro que escolhi para Mel, o que acham?? Demorei pra encontrar um cadeira boa e com preço justo aqui no Brasil.

blogpetitninos

 

Comprei e não usei …

itens inuteis do enxoval de bebê

Não tem jeito, mesmo quando a gente tenta ser concisa na lista do enxoval do bebê é muito fácil pesar a mão e acabar errando em algumas compras.

São muitas opções, itens que não acabam mais e tem sempre alguém pra dizer que você PRECISA disso ou daquilo.

Minha experiência como mãe de terceira viagem me faz ver que precisamos de muito pouco, de verdade.

Nesse momento da vida em que estou hoje vejo em quanta bobeira já gastei dinheiro e no fim das contas, acabei nem usando, não achando útil ou prático.

Por isso vou gravar alguns vídeos contando para vocês o que comprei pra Mel quando estava grávida e acabei não usando.

O primeiro vídeo já está no ar e tem 4 coisas que comprei e me arrependi:

Aproveita para se inscrever no canal e curtir o vídeo!! Conta lá nos comentários qual foi o item que você mais se arrependeu de comprar no enxoval do bebê!! Sempre podemos ajudar as gravidinhas com esses conteúdos!

Te espero por lá!

comprei e não usei enxoval bebe

um beijo,

blogpetitninos

ideias para aproveitar as sonecas do seu bebê!

dicas para aproveitar a soneca do bebe

Ah gente! Tenho certeza que vocês já viveram a seguinte situação:

O bebê pega no sono, em qualquer hora que seja, você se sente leve, relaxada e animada, começa a se imaginar fazendo milhões de coisas durante esse período. Coisas para você como um banho longo, secar os cabelos com o secador ou quem sabe até fazer as unhas que estão judiadas , né?

Bom, daí você se lembra da roupa toda pra lavar, a louça na pia…quem sabe não sobra também um tempo para deixar a casa em ordem, talvez até comer algo…quente, já que tem dias que a comida esfria esperando por uma folga sua. Opa, mas ele costuma dormir bastante nesse horário, passa então pela cabeça também conferir as redes sociais, responder uns emails e assistir ao primeiro capítulo daquela série que tá todo mundo falando no momento. Pronto…

Enquanto todas as possibilidades passeavam pela sua cabeça o que aconteceu? O tempo passou voando e o bebê acordou!

Me conta se não é assim também por aí?

Já perdi as contas de quanto tempo deixei de otimizar por simplesmente não planejar nada previamente.

Fato é que há muitas coisas que fazem parte da rotina da nossa vida mas que não podem ser realizadas – pelo menos não com calma e tranquilidade – enquanto os pequenos estão acordados.

Muitas tarefas de casa, por exemplo, são beeem mais complicadas de serem feitas quando o bebê precisa de colo, de atenção ou supervisão. A menos que você curta viver a vida com emoção e perigosamente, acho que organizando um pouco as coisas é possível fazer um pouco de tudo e ainda com uma certa calma.

Gravei aqui como funciona por aqui, na nossa vida, como aproveitamos esses tempos em que Mel está dormindo.

 

Esse vídeo foi gravado no final do ano passado quando a pequena ainda não ia para a escola. Hoje em dia, corro contra o relógio para realizar todas as tarefas da casa e trabalho, além dos cuidados comigo durante o tempo em que ela está fora. Assim, quando ela está de volta o tempo que sobra é para brincarmos, passearmos, colocarmos o papo em dia!

Ah gente, preciso dizer mais uma coisa, para você que está aí com um baby pequeno e uma casa para tocar, está se sentindo abandonada e esmagada pelo dia a dia: Ele vai crescer, vai sair do ninho.

Não se desespere! Vai dar até saudade, garanto! Se organize e viva um dia de cada vez dentro da sua realidade, crie o melhor cenário possível, a vida da gente é só nossa mesmo, não se compare.

 

ps.: Se inscreva no canal, curta sempre que puder os vídeo pois isso é muito importante para o meu trabalho e para me direcionar na criação dos próximos vídeos, ok??

 

blogpetitninos

deixe com ele // sobre paternidade

paternidade ativa

fotos: Débora Silveira Fotografia

 

O peso do mundo, as responsabilidades e a rotina, tudo isso fica mais leve quando a gente divide. Parece justo e fácil, mas nem sempre é. Muitas vezes nos sabotamos e acabamos por puxar todo esse peso para as nós mesmas, subindo a ladeira com as responsabilidades nas nossas costas.

A maternidade é um experiência que muda todo o universo de uma mulher desde o início da gravidez. É o corpo dela que irá mudar, será ela que passará por toda a gestação, por toda a mudança hormonal … será que ela que trará uma nova vida ao mundo.

Por mais conectado que seja um pai durante essa experiência não dá pra negar que a nossa ligação, de mãe, com os bebês se inicia muito antes do que a dos pais.
Não se trata aqui de dizer quem “vale” mais para o bebê e sim de constatar que : é fato que é a mãe que tem uma ligação maior com bebê nesse início.
São os meses de gestação, depois a amamentação e os maiores cuidados que geralmente ficam concentrados nas mãos da mãe. Claro que há as situações de exceção mas no geral, é assim que funciona.
Por natureza, muitas mulheres tendem a tomar para si essas responsabilidades e por estarmos no controle acabamos atropelando as investidas dos pais e assim, aos poucos, podemos contribuir para “minar” a conexão entre bebê e o pai.

 

paternidade ativa

 

Não é por mal que o fazemos mas eu mesma sempre acreditei que faço tudo mais rápido e melhor do que meu marido, acho que você deve achar o mesmo. E se por aí é diferente ( wow, ainda bem!) sei que conhece casos como o meu.
Conversando com uma amiga outro dia falávamos justamente sobre isso, como muitas vezes acabamos inconscientemente tirando oportunidades dos pais exercerem as mesmas funções que nós.
É importantíssimo não só para o vínculo entre eles mas também para que o bebê entenda que não é só a mamãe que pode atendê-lo me suas necessidades.
Incentivar que os pais tomem à frente dos cuidados com o novo bebê é benéfico para a família toda pois tira dos ombros da mãe todo o peso, principalmente do início, e isso contribui para diminuir os conflitos dessa fase.
Podemos e devemos incentivar essa ligação.

 

paternidade ativa

paternidade ativa

paternidade ativa

Deixar de lado a perfeição, não palpitar durante a realização dos cuidados, deixar o pai livre e com a total responsabilidade são maneiras ideais para que eles iniciem essa conexão.
Você terá a sensação pelo resto da vida que faz tudo melhor do que o pai do seu filho, pode acreditar em mim, mas vai descobrir que em muitas coisas ele se sairá tão bem quanto você. Não vou dizer que ele se sairá melhor só para mantermos o controle, ok meninas?? kkk

Brincadeiras à parte, deixar os pais serem pais é muito bom para todos e faz com que as tarefas com o bebê ou criança sejam melhor divididas,bem como o tempo para cada um, pai e mãe, pode ser melhor equilibrado o que deixará todo mundo muito mais relaxado e feliz durante esse início e para todas as próximas fases.

Pode ser que você precise se policiar ou dar um empurrãozinho de incentivo, não importa muito. Acredito que os fins justificam sim os meios nesses casos, ninguém é obrigado a nascer sabendo ou ter sido criado para encarar a divisão de tarefa da criação dos filhos de forma mais justa. Seria o ideal? Sim , mas não é o real. Não se culpe se acontecer com você o que com certeza acontece na maioria das vezes: talvez você precise encorajar e depois deixar que as coisas fluam.

 

Pais felizes , crianças  felizes!

Fotos: Débora Silveira Fotografia

blogpetitninos

Tudo é melhor com Colo de Mãe!

pompom colo de mãe

 

A vida é desafiadora e nossos filhos entendem isso desde cedo. São muitos obstáculos para se desenvolver – desde aprender a pegar direitinho o peito durante a amamentação até aquele tapete no meio do caminho quando eles estão aprendendo a andar. Sempre reflito sobre como o nosso começo nesse mundo não é uma coisa fácil!

Como mãe, acredito que meu papel vai além de amar, cuidar, educar, alimentar e ensinar. Sei que meu lugar é sempre ao lado, mas preparada para, em alguns momentos, ir à frente para desviar de um problema ou atrás, para observar.

pompom colo de mãe

 

Não importa em qual fase estão os meus filhos. Tenho certeza absoluta que a certeza da acolhida, do conforto e do meu colo de mãe sempre que eles precisarem é indispensável para o bem-estar deles.

E COLO DE MÃE também é o nome da linha de fralda que uso da Pom Pom, que acaba de ser reformulada. Quem me acompanha no Insta já viu a Mel desfilando com ela no Stories. Testei muitas fraldas: algumas que não seguram o xixi, outras com gel com odor muito forte, outras desconfortáveis… Conheci esse modelo meio por acaso e, desde então, ele está no topo da nossa lista. Gosto muito da absorção da COLO DE MÃE e também da forma como veste. É uma fralda mais “slim”, com muito conforto para as perninhas, elástico na cintura e também com uma textura delicada, justamente por ser mais fininha.

pompom colo de mãe

 

Então, assim como a segurança do meu colo pode proporcionar a melhor experiência para a minha baby Mel, tenho certeza que as fraldas COLO DE MÃE Premium fazem o mesmo por ela: segurança e Conforto.

Se você ainda não experimentou no seu bebê, fica o meu convite. Uso na minha bebe e tenho certeza que você vai se surpreender com a qualidade. Não se esquece que é a POM POM do pacote Roxo e Branco, essa daqui:

pompom colo de mãe

Testem e me contem!

Um beijo,

blogpetitninos

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...